A Associação Aliança dos Cegos possui 88 anos e surgiu com a proposta de amparar e readaptar deficientes visuais adultos de forma gratuita. A casa já chegou a atender 150 pessoas, mas precisou reduzir o número de atendidos para 40% por conta da falta de recursos e da diminuição de lucro de sua principal fonte financeira: a sua Fábrica de vassouras, rodos e espanadores que existe nos fundos do terreno. Devido a crise, redução do mercado e alto preço dos materiais para a confecção de seus produtos, a Fábrica da Associação que antes ajudava a arcar com os custos fixos da casa, hoje não vem apresentando bons números. Esse novo cenário gerou um grande impacto negativo no dia-a-dia dos moradores da Associação ao ponto de, hoje, a Aliança dos Cegos não possui mais condições de acolher novos deficientes visuais e encontra-se ainda mais dependente de doações voluntárias.

O projeto está trabalhando em 3 eixos que, juntos, buscam transformar a Associação Aliança dos Cegos em referência no acolhimento, tratamento e inclusão do deficiente visual de forma gratuita aqui no Rio de Janeiro. Os eixos são direcionados para os pontos em que se concentram os maiores focos de problemas da organização: Saúde Financeira, Inclusão Social e Marketing.

O eixo da Saúde Financeira tem como finalidade reestruturar a Fábrica de Vassouras da Associação, criando um planejamento de produção, analisando o mercado e buscando formas viáveis de tornar os seus produtos cada vez mais competitivos economicamente.

O eixo de Inclusão Social, por sua vez, atua com o intuito de garantir que os moradores da Associação terão acesso a atividades terapêuticas, ocupacionais e profissionalizantes com o objetivo de se sentirem parte da sociedade em que vivem.

O eixo de Marketing surgiu com a finalidade de mudar a maneira como a Associação Aliança dos Cegos é vista atualmente, como um ambiente comovente, para um local de importante papel na luta pelos direitos da pessoa com deficiência com posicionamentos condizentes com a grandeza que essa causa merece e necessita.

O Projeto Tato, em pouco tempo de atividade, já estruturou uma Oficina de Dança de Salão para os residentes da Associação, elaborou 2 eventos que levaram mais 100 convidados a visitarem a Aliança dos Cegos e já iniciou os estudos para a elaboração de um planejamento profissional da produção da Fábrica de Vassouras. Além disso, foi iniciado o contato com profissionais das áreas de assistência social e psicologia, que nos auxiliarão em todos passos que dizem respeito à inclusão dos deficientes visuais e está em processo de planejamento a reconstrução total da identidade visual física e virtual da Associação.