Tato

O projeto Tato tem como objetivo transformar a Associação Aliança dos Cegos em referência no acolhimento, tratamento e inclusão do deficiente visual de forma gratuita aqui no Rio de Janeiro. Para isso, busca a solução dos problemas da organização: Saúde Financeira, Inclusão Social e Marketing.

Incare

O Incare (Incluir Capacitando Refugiados) é um projeto criado com o objetivo de empoderar refugiados no Rio de Janeiro, por meio de capacitações, parcerias sustentáveis e mapeamento de oportunidade, a fim de formar uma rede sólida a qual conecte parceiros, beneficiários e interessados.

Iara

IARA tem como objetivo levar tecnologias sustentáveis, ligadas a saneamento básico, fornecimento de água limpa e gerenciamento adequado dos resíduos sólidos, às comunidades desprovidas deste bem essencial, visando a melhoria da qualidade de vida, a diminuição de impactos ambientais e a melhoria da saúde pública no local, além da geração de renda com o comércio das tecnologias.

Gaia

A partir da identificação das dificuldades enfrentadas por pequenos produtores na logística de distribuição dos seus produtos, o projeto Gaia surgiu para solucionar esse problema através da adoção de um novo modelo de mercado: a economia colaborativa.

Fragata

Através do desenvolvimento e aumento da capacidade produtiva da cooperativa Arte peixe, localizada em São João da Barra, o projeto Fragata tem como seu principal objetivo o empoderamento feminino.

Aggros
Criado em 2014, o projeto é situado no bairro de Campo Grande, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, dentro do Parque Estadual da Pedra Branca, com a maior área de floresta urbana do mundo e enorme reserva de Mata Atlântica nativa. Possui três frentes de atuação: Melhoria da infraestrutura da Associação; Redução do tempo de escoamento e do desperdício dos produtos durante o transporte até a Associação; e Fortalecimento da marca dos Produtores Orgânicos da Agroprata nas feiras, com a padronização dos rótulos e do método de produção do vinagre de caqui.

Tear-te

O projeto Tear-te ocorre na comunidade de Santa Marta, no morro Dona Marta, localizado na Zona Sul do Rio de Janeiro. O mesmo atua em um ateliê de artesanato e costura chamado Janela Carioca, contando com duas integrantes, líderes comunitárias atuantes e veteranas em projetos sociais. As duas juntaram suas experiências em artesanato e corte e costura, assim produzindo mais de 20 produtos diferentes, contando com reaproveitamento de materiais, técnicas de pintura artesanal, produção de personalizados da comunidade e outros.